quarta-feira, 27 de fevereiro de 2013

A parábola do nosso amor na história de outros (ao mámen)

"Nos anos 70, Marina Abramovic viveu uma intensa história de amor com Ulay. Durante 5 anos viveram num furgão realizando todo tipo de performances. Quando sentiram que a relação já não valia aos dois, decidiram percorrer a Grande Muralha da China; cada um começou a caminhar de um lado, para se encontrarem no meio, dar um último grande abraço um no outro, e nunca mais se ver. 23 anos depois, em 2010, quando Marina já era uma artista consagrada, o MoMa de Nova Iorque dedicou uma retrospectiva a sua obra. Nessa retrospectiva, Marina compartilhava um minuto de silêncio com cada estranho que sentasse a sua frente. Ulay chegou sem que ela soubesse... e foi assim."- Maeve Jinkings

11 comentários:

Solana disse...

Lindo, mesmo muito muito emocionante.

casulo disse...

que impressionante...

rafaela disse...

oh <3!

Passion Addicted disse...

Roubei-te o vídeo. O tema é diferente, mas se calhar o sentimento é o mesmo!

Beijinhos e obrigado

Analog Girl disse...

Que lindo! :)

Patrícia disse...

Parvalhona. Custava-lhe muito ter-se levantado? :/

Já tinha visto o vídeo anteontem e fiquei surpreendida por estar aqui. Mas é uma boa surpresa. :) Ai o amor, o amor...

Life is what it is disse...

Amo esta parte, contada na wikipedia!



Abramović conceived this walk in a dream, and it provided what she

thought was an appropriate, romantic ending to a relationship full of mysticism, energy and attraction. She later described the process: “We needed a certain form of ending, after this huge distance walking towards each other. It is very human. It is in a way more dramatic, more like a film ending … Because in the end you are really alone, whatever you do.”[11]

Ana Ricardo disse...

Lindo e intenso!

S* disse...

Os olhos deles, marejados de lágrimas... arrepiante.

SN disse...

Acho encenado e uma piroseira. Este meu coração de pedra...

Lucy disse...

Obrigada SN senti-me acompanhada

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...